quarta-feira, 18 de abril de 2012

VOCÊ ACHA QUE ESSA HISTÓRIA DE QUE OS OPOSTOS SE ATRAEM É MITO, É ROMANTISMO BARATO? É CLICHÊ DE FOLHETIM? PARA ALÉM DA PAIXÃO, NA VIDA REAL E COTIDIANA ISSO FUNCIONA A LONGO PRAZO? QUAL É A SUA OPINIÃO?



OS OPOSTOS SE DISTRAEM,

OS DISPOSTOS SE ATRAEM...



A Afirmação do Improvável ( Eduardo e Mônica )

Eduardo e Mônica é uma conhecidíssima canção do poeta-compositor Renato Russo, consagrada pelo grupo Legião Urbana na década de 80 e que, através da narrativa poético-musical, faz uma sondagem a respeito dos inesperados e surpreendentes encontros amorosos onde dois polos tão opostos se permitem, como num Yin e Yang, a complementação amorosa. A antítese aparece na forma de um casal tão díspar, tão improvável e que, a despeito das diferenças tão pronunciadas, conseguem o equilíbrio emocional justamente na integração dessa antítese de personalidades, de universos tão diferentes um do outro. Os opostos se configuram  num casal que engendra seus afetos profícuos numa narrativa leve, afirmativa e tão envolvente como pode ser a vida. 
Dois universos antagônicos gravitam reciprocamente em busca de uma história amorosa que, aparentemente, teria tudo para não acontecer, todavia é na audácia do inesperado que reside a confirmação do improvável.





video

segunda-feira, 16 de abril de 2012

O ILÍACO DE HOMERO








Da guerra só ficaram os ossos:
quadril de um amor que se dobra
obra de uma dor
dança e movimento
queda para dentro

dor  que vai de troia até o ilíaco
o osso é a prova: o mero
fraturar

roubar na guerra o amor
depõe contra o poeta
pares príamos ímpares
sei lá!
a solidão é sempre a mesma

vencido cavalo de mim 
recebo o espírito do fim
invadido em decadência
nem deuses nem helenas
nada restitui
o mero ausentar
comigo

engodo do presente
nem grego nem francês nem baiano
a língua muda nova míngua velha mágua
o osso é mais embaixo
e só dói quando respiro




Torres Matrice

16/04/2012

CIRANDA ENCANTADA

UMA EXPOSIÇÃO ANIMAL - VINTAGE PORTRAIT


Quanto mais conheço os homens, mais estimo os animais.
Alexandre Herculano




Os animais selvagens nunca matam por divertimento. O homem é a única criatura para quem a tortura e a morte dos seus semelhantes são divertidas por si.
James Froude







O mais feroz dos animais domésticos é o relógio de parede: conheço um que já devorou três gerações da minha família.
Mário Quintana





Os animais são amigos tão agradáveis: não fazem perguntas, não criticam.
George Eliot



   
A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter...



e quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.
Arthur Schopenhauer





A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.
Mahatma Gandhi




 Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer.
Jeremy Bentham



De todos os animais, o homem é aquele a quem mais custa viver em rebanho.
Jean Jacques Rousseau



Os homens são animais muito estranhos: uma mistura do nervosismo de um cavalo, da teimosia de uma mula e da malícia de um camelo.
Aldous Huxley



Não há diferença fundamental entre o Homem e os animais nas suas faculdades mentais(...) Os animais, como o Homem, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento.
Charles Darwin



 "Aos estudar as características e a índole dos animais, encontrei um resultado humilhante para mim."
Mark Twain



O menino que sofre e se indigne diante dos maus tratos infligidos aos animais, será bom e generoso com os homens.
Benjamim Franklin






"Nós seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar. Portanto quem chuta ou maltrata umanimal é alguém que não aprendeu a amar"
Chico Xavier



A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana
Charles Darwin




 Podemos julgar o coração de um homem pela forma como ele trata os animais.
Kant


"Virá o dia em que a matança de um animal será considerada crime tanto quanto o assassinato de um homem." (Leonardo da Vinci)



Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante." (Albert Schweitzer)


"Matar um animal para fazer um casaco é um pecado. Nós não temos esse direito. Uma mulher realmente tem classe quando rejeita que um animal seja morto para ser colocado sobre os seus ombros. Só assim ela será verdadeiramente bela." (Doris Day)




 "A razão de eu amar tanto o meu cachorro é porque quando chego em casa ele é o único no mundo que me trata como seu fosse 'Os Beatles'" (Bill Maher)





"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)









"Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais." (Abraham Lincoln)



 De todos os animais selvagens, o homem jovem é o mais difícil de domar. 
Platão

sábado, 14 de abril de 2012

PINTURA EM MOVIMENTO - Mundos que se procriam nas cores e na água.






"Pintura Movimento" é uma mistura de action painting e motion design. Um dos principais aspectos do VÍDEO ressalta as muitas possibilidades de criação de diferentes atmosferas ou conotações semânticas através da coloração. A criação de mundos diferentes usando o mesmo material: tinta em água e muita sensibilidade para criar mundos no mundo.










DESAFIO À SUA CULTURA CINEMATOGRÁFICA - VOCÊ É CAPAZ DE IDENTIFICAR OS FILMES RECRIADOS NESTA OBRA ARTÍSTICA DE SENSIBILIDADE E HUMOR?






"35 milímetros" é um CURTA sobre o próprio cinema. A arte visual buscando a metalinguagem numa homenagem divertida e sensível acerca de grandes obras cinematográficas

Há diversos filmes citados numa intertextualidade com a sétima arte. O resultado é uma viagem criativa através de dois minutos da história do cinema.

Dê uma olhada e diga se você é capaz de identificar todos os filmes desta brincadeira genial.










ZECA BALEIRO - O DISCO DO ANO




O novo disco tem 12 faixas, todas inéditas, à exceção de "Nada Além", parceria com Frejat gravada por ele no cd "Intimidade entre Estranhos". “O Disco do Ano” ainda traz parcerias com Hyldon, Lúcia Santos (irmã de Baleiro), Kana (compositora japonesa) e Wado e as participações especiais de Margareth Menezes, Andreia Dias e Chorão.



Na produção do cd, Baleiro também resolveu ter diversos parceiros. Ao todo são 15 produtores, já que em alguns casos são dois produzindo uma mesma faixa.





Zeca Baleiro pediu aos fãs que escolhessem a capa do seu novo álbum, "O Disco do Ano"













zeca baleiro - Calma aê, coração





ZECA BALEIRO  - Nada Além








Zeca Baleiro fala sobre "O Disco do Ano"

video


Zeca Baleiro - Mamãe no Face - Por Torres Matrice - O humor sutil, inteligente e desconcertante de Zeca Baleiro.




Vídeo-montagem sobre a faixa "Mamãe no Face" do novo disco de Zeca Baleiro. O Compact Disc está sendo lançado agora no mercado sob o título de "O DISCO DO ANO".

A Imagem da Poesia de Chema Madoz - Poética fotográfica e surrealismo Por Torres Matrice

A Poética de Chema Madoz - Fotógrafo espanhol




Chema Madoz, nome artístico de José Maria Rodríguez Madoz (Madrid, 1958), é um fotógrafo espanhol, um dos mais importantes expositores da fotografia atual de seu país com projeção internacional.








Mais do que apenas fotografar objetos, ele lhes dá novo sentido e utilização mudando sua função e contexto. O artista cria novas metáforas, paradoxos e até humor em suas fotos, transformando o comum em incomum





O estilo simples e claro de sua fotografia, sempre em preto-e-branco ou sépia, destaca ainda mais este deslocamento que modifica a forma como que o espectador encara estes objetos, corriqueiros se analisados separadamente, mas que ganham uma nova dimensão na forma em que estão aplicados.






Entre o conceitual e o surrealismo é onde podemos situar a fotografia de Chema Madoz, onde nos revela o paradoxo em sépia ou  preto e branco.






O fotógrafo alterando a percepção visual instantânea e remetendo-nos a uma contradição lógica com uma dose de ilusionismo, desperta a curiosidade de quem visualiza os seus trabalhos.




Algumas das suas fotografias têm de ser profundamente analisadas para podermos chegar à conclusão de que o que vemos não é assim tão óbvio.






Chema Madoz inspira-se em metáforas e no quotidiano, recorrendo a objetos banais que quando conjugados e retirados do contexto habitual criam poesias visuais surrealistas, originando, por vezes, momentos de humor. 




A fotografia de Chema Madoz exige uma grande sensibilidade técnica onde tudo é pensado ao pormenor de forma a criar a ilusão.




 Com simplicidade e grande criatividade Chema Madoz não recorre à manipulação digital para criar a sua arte.







Chema Madoz graduou-se em fotografia pelo Centro de Essência da Imagem da Universidade Complutense de Madrid, realizando sua primeira individual em 1985.




Sua carreira iniciou-se com a fotografia da figura humana, passando a partir de 1990, para objetos do cotidiano, em que imprimiu sua marca.












video

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...