quinta-feira, 28 de julho de 2011

Jean-François Millet




Jean-François Millet ( 4 de outubro de 1814 – 20 de janeiro de 1875) Pintor Romântico e um dos fundadores da Escola de Barbizon na França rural. É conhecido como percursor do realismo, pelas suas representações de trabalhadores rurais.
Junto com Coubet, Millet foi um dos principais representantes do realismo europeu surgido em meados do século XIX. Sua obra foi uma resposta à estética romântica, de gostos um tanto orientais e exóticos, e deu forma à realidade circundante, sobretudo a das classes trabalhadoras.


O humor é a maior das transcendências ( Torres Matrice )

Tlopa de Elite :: 500 Filmes Petrobras :: Maurício de Sousa

Em 2011 a Petrobras comemora 500 longa-metragens patrocinados e convida Maurício de Sousa para levar seus personagens para dentro dos filmes que fizeram sucesso no cinema nacional.



Cidade do Chico :: 500 Filmes Petrobras :: Maurício de Sousa



Desenhando Ideias ( Poética da Interpretação )






quarta-feira, 27 de julho de 2011

Don't Try ( Para Bukowski )










Um saxofone gemendo na noite fria
alivia o que ali havia de dor
mas anuncia rouco que o beco da noite
há de ser longo e mouco


Beco eco seco:
o soco da solidão
na poça de água turva
curva toda razão


A lua amante da rua
lambe garrafas e seus cortes
o suor acre do medo
é tredo delator


O etílico fantasma
da depressão
chapado cão de merda
ergue mais um brinde
ao poeta e suas víceras
seu odor 


Ocre cheiro do neon
entre tabaco e álcool
suor e lembrança
bonança de um perdedor
dor e rancor


- Don't try, don't try, don't try!


O amor é um cão dos infernos!


- Chuta esse traste!!! 






Torres Matrice

27/07/2011

Bukowski









Madrugada...Cidade... O silêncio de cada.
Vozes da embriaguez:  sisudez e cansaço.
Passo sob a marquise, chuva velada:
olhares de melancolia, folia, riso baço.


De uma fria noite os clichês: michês
putas, viados, vadios: seus trejeitos...
Extenuados em mesas e guichês
nutrem a poesia dos eleitos:


o tédio e o assédio da vida.
Ah, os frejes! Que seria de nós,
transeuntes ocasionais, a sós,
sem os frejes na noite remida?


Cigarros, bebidas, conversas e sexo:
um puto cauteriza sua dor na mesa,
espanta a loucura, cura, curra o complexo.
Disléxico finge que cura! E sonha a leveza...


Nobreza: que o sono nos seja leve!!!






Torres Matrice

sábado, 23 de julho de 2011

Ela Vai Passar...






O absurdo está por acontecer
logo que a noite caia inteira
logo que a noite saia rendeira
logo que a noite raia festeira


Misteriosa...mulher


Na boca da noite:
dente língua
seu lábio
hábil astrolábio
prazer


Tudo carnudo
brilhante vermelho
pecado e batom


Ela vai passar...
Pássara a passar...


Passará a içar a gula
aguçar o guia
quiçá um dia...


Poderosa mulher - demais e mais
ademais
vulgar!


Meia de rede decote abismo
malabarismo sobre o salto
agulha no asfalto
sobressalto
mulher
vulgar


Que poder!


Maravilhosa mente
vai passar...
porque todas passam
cruzando a rua
cruzando os homens
cruzando a vida
a impulsar


Corações solidões
sofreguidões
solta em si e sensual a sós
assaz atroz
albatroz do amor


Linda vinda
só pra nós
perigosa


Indecente:
sente-se assim
impudente
audaz
ambígua
vulgar



Torres Matrice


sexta-feira, 15 de julho de 2011

Billie Holiday - In my solitude - A eterna voz do Jazz

Billie Holiday ( Voz Etérea e eterna )


Billie Holiday foi uma das mais comoventes cantoras de jazz de sua época.Com uma voz etérea, flexível e levemente rouca, Sua dicção, seu fraseado, a sensualidade à flor da voz, expressando incrível profundidade de emoção.

Menina americana negra e pobre, Billie passou por todos os sofrimentos possíveis. Aos dez anos foi violentada sexualmente por um vizinho, e internada numa casa de correção para meninas vítimas de abuso. Aos doze, trabalhava lavando o chão de prostíbulos. Aos quatorze anos, morando com sua mãe em Nova York, caiu na prostituição.

Sua vida como cantora começou em 1930. Estando mãe e filha ameaçadas de despejo por falta de pagamento de sua moradia, Billie sai à rua em desespero, na busca de algum dinheiro. Entrando em um bar do Harlem, ofereceu-se como dançarina, mostrando-se um desastre. Penalizado, o pianista perguntou-lhe se sabia cantar. Billie cantou e saiu com um emprego fixo.


Após três anos cantando em diversas casas, atraiu a atenção do crítico John Hammond, através de quem ela gravou seu primeiro disco, com a big band de Benny Goodman. Era o real início de sua carreira. Começou a cantar em casas noturnas do Harlem (Nova York), onde adotou seu nome artístico.



Solitude ( Solidão ) - Música Billie Holiday: In My Solitude


Solitude from robin risser on Vimeo.



Um sentimento universal, uma longa viagem na solidão em busca de esperança: um filme que se comunica em estética, fotografia, poesia e emoção. Por Robin Risser

Aurora Boreal - Trilha sonora do filme "Gladiador" - Música: Return to innocence ( Enya e Enigma )


The Aurora from TSO Photography on Vimeo.




As auroras boreal e austral são fenômenos visuais que ocorrem nas regiões polares de nosso planeta. Podem ser visualizadas, no período noturno ou final de tarde, a olho nu nas regiões onde ocorrem. São verdadeiros shows de luzes coloridas e brilhantes, que ocorrem em função do contato dos ventos solares com o campo magnético do planeta Terra.

Quando este fenômeno ocorre em regiões próximas ao pólo norte é chamado de aurora boreal e quando aconteceu no pólo sul é chamado de aurora austral. Estes fenômenos são mais comuns entre os meses de fevereiro, março, abril, setembro e outubro.

A aurora boreal pode aparecer em vários formatos: pontos luminosos, faixas no sentido horizontal ou circulares. Porém, aparecem sempre alinhados ao campo magnético terrestre. As cores podem variar muito como, por exemplo, vermelha, laranja, azul, verde e amarela. Muitas vezes aparecem em várias cores ao mesmo tempo. 

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Grupo Corpo - Onqotô (2005) - Mortal Loucura



GRUPO CORPO - A coreografia complexa e intensa do internacional Grupo Corpo no espetáculo "ONQOTÔ" com música de José Miguel Wisnik sobre o poema de Gregório de Matos, cantada por Caetano Veloso e Wisnik.
Esplendoroso espetáculo, esplendorosa coreografia e encantadora canção. Este é o Brasil que eu reconheço!!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Homenagem à Marilena Ansaldi - Maria Helena Ansaldi (São Paulo SP 1934). Atriz e coreógrafa. Pioneira na criação de espetáculos que unem dança, teatro e recursos multimídia, a intérprete-criadora é precursora da dança-teatro no Brasil.


No palco, uma saia de balé, um tapete, uma poltrona vermelha e luz. Esta simples composição serviu de cenário para uma das despedidas mais marcantes e importantes da história da dança no Brasil. Na noite desta quinta-feira, 11, a desbravadora Marilena Ansaldi, aos 74 anos, atuou, pela última vez, como atriz e bailarina.





Simultaneamente à apresentação do vídeo, Marilena se apresentou fazendo pas de deux com a poltrona vermelha que compunha o cenário







Aos 74 anos, atuou, pela última vez, como atriz e bailarina. O Teatro Franco Zampari serviu de palco para a despedida

Marilena Ansaldi - Jogo de Ideias

Making Of "Te Amo": Marilena Ansaldi

Making Of "Te Amo": Ronaldo Fraga

Making Of "Te Amo": Wagner Moura

Making Of "Te Amo": Wagner Moura dança com Marilena Ansaldi

terça-feira, 12 de julho de 2011

Vanessa Da Mata - Te Amo ( direção de Wagner Moura / Coreografia Marilena Ansaldi )




A  música "Te Amo" de Vanessa da Mata é envolvente, a interpretação coreográfica de Marilena Ansaldi é maravilhosa, a fotografia do clip é primorosa e ter o Wagner Moura na direção deste vídeo fecha tudo com chave de ouro.

sábado, 9 de julho de 2011

Deslindes




Meu estado de espírito é corpóreo:
por apolo puro apelo
apura pele puro tato 
de/puro toque apuro

Sensorial sensível ser
jeito de corpo todo tato
fátuo fato: olfato
Exato totem tabu  

Haja carne para tanto ser!

Meu estado de espírito
é a flor da pele:
o mais são primaveras
e deslindes do ardor.



Torres Matrice

09/07/2011

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Edson Cordeiro - Clip Oficial "Coming"



Video-clipe premiado no Festival de NY e veiculado internacionalmente, dirigido por Carlos de Moura Ribeiro Mendes.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Shirley Bassey "This Is My Life"




Shirley Bassey é uma lâmina sonora atravessada na alma, é à flor-da-pele, é uma evocação de um tempo em suspensão sobre a montanha dos sentimentos profundos, é uma amálgama de sensações e lembranças que subjazem na pele e assolam o coração. Uma voz que me perscruta os sonhos desde a mais tenra época e que ecoa para além do que eu possa expressar... Shirley Bassey, This is my life!!!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Her Morning Elegance / Oren Lavie





Her Morning Elegance 


O vídeo foi criado a partir de 2096 fotografias que foram 


 sequenciadas para criar a sensação de 


movimento. 


video









sexta-feira, 1 de julho de 2011

Vanessa da Mata no clipe "Minha herança: uma flor"



Todo o lirismo de uma alma encantada que me projeta em um espaço mítico interior, complexo e simples, paradoxalmente, e que somente a arte e a estética dessa canção, associadas a candura de uma voz ímpar, podem traduzir em mim a imensidão dos meus sentimentos intraduzíveis.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...