quinta-feira, 13 de abril de 2017

LAVRAPALAVRA : Poemeto de Amor ao Próximo por Elisa Lucinda

LAVRAPALAVRA : Poemeto de Amor ao Próximo por Elisa Lucinda: Elisa Lucinda é uma poeta, jornalista, cantora e atriz brasileira. A artista foi premiada com o Troféu Raça Negra 2010 em su...

Poemeto de Amor ao Próximo por Elisa Lucinda













Elisa Lucinda é uma poeta, jornalista, cantora e atriz brasileira. A artista foi premiada com o Troféu Raça Negra 2010 em sua oitava edição, na categoria Teatro. Também foi premiada no cinema pelo filme A última Estação, de Marcio Curi, no qual protagoniza o personagem Cissa. A estreia do filme foi no Festival de Brasília de 2012.
































Além de conhecida pelos seus inúmeros espetáculos e recitais em empresas, teatros e escolas de todo o Brasil, Lucinda é admirada pela marca inconfundível de seu trabalho como atriz de telenovelas na Rede Globo, como Mulheres Apaixonadas, Páginas da Vida, Insensato Coração e Aquele Beijo, essa última no começo de 2012.








sexta-feira, 7 de abril de 2017

Triz - Lenine e Grupo Corpo















Triz - Lenine e Grupo Corpo - Espetáculo de 2013





E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música. 


Friedrich Nietzsche











































A dança? Não é movimento
súbito gesto musical
É concentração,num momento,
da humana graça natural





















A dança  - não vento nos ramos
seiva,força,perene estar
um estar entre céu e chão,
novo domínio conquistado,
onde busque nossa paixão

libertar-se por todo lado...



















Onde a alma possa descrever
suas mais divinas parábolas
sem fugir a forma do ser
por sobre o mistério das fábulas




Carlos Drummond de Andrade













 












































Quem não ouve a melodia acha maluco quem dança.




Oswaldo Montenegro















Confira a entrevista de Lenine, criador da trilha sonora do espetáculo Triz do Grupo Corpo














































domingo, 5 de março de 2017

CAETANO VELOSO PARA INGLÊS VER E CANTAR






































SOZINHO - SO LONELY




 













































IT'S A LONG WAY     -   ( Caetano Veloso)



Olivia Broadfield






























IT'S A LONG WAY    -    ( Caetano Veloso )



Olivia Broadfield



Woke up this morning
Singing an old Beatles song
We're not that strong my lord
You know we ain't that strong
I hear my voice among the others
Through the break of day

Hey brothers
Say brothers
It's a long, long, long... way
It's a long, long, long... way
It's a long and winding road (it's a long way)
It's a long and winding road (it's a long way)































THE  EMPTY BOAT 






Teho Teardo and Blixa Bargeld 






















































The Empty Boat   (Caetano Veloso)





From the stern to the bow
Oh; my boat is empty
Yes, my heart is empty
From the hole to the how

From the rudder to the sail
Oh my boat is empty
Yes, my hand is empty
From the wrist to the nail

From the ocean to the bay
Oh, the sand is clean
Oh, my mind is clean
From the night to the day

From the stern to the bow
Oh, my boat is empty
Oh, my head is empty
From the nape to the brow

From the east to the west
Oh, the stream is long
Yes, my dream is wrong

From the birth to the death



















































Cibelle and Devendra Benhart  -  London London 



























sábado, 4 de fevereiro de 2017













DERVIXES - UM RODOPIO PARA FORA DO EIXO COMUM









Conheça os dervixes rodopiantes da Capadócia







Eles são adeptos do sufismo, uma corrente mística dentro do Islã que acredita encontrar a perfeição na adoração a Deus.



Sema: a fascinante cerimônia dos dervixes rodopiantes.


Não é uma dança, como muitos pensam. É a cerimônia do “Sema” , um ritual místico de ascensão espiritual que simboliza o amor divino, a exaltação e o caminho para chegar a Deus. 







A ordem dos dervixes (ou mevledi) que rodopiam foi fundada pelo místico sufi  Mevlâna  Celaleddin  Rumi, um dos mais importantes poetas e pensadores da história do misticismo turco-islâmico. E o Sema, essa fascinante cerimônia, vem se realizando desde a sua morte, em 1273.  











Rumi acreditava que a música e o "rodopio" seriam um meio de conduzir o homem a um estado de êxtase que o levaria a se libertar da dor da vida diária.










Ao rodopiar, os dervixes erguem a mão direita para cima e a mão esquerda para baixo. Esses gestos das mãos significam que os dervixes tomam de Deus e o oferecem diretamente aos seres humanos. A roupa também tem seus símbolos: a ampla "saia" branca simboliza a mortalha do ego, o chapéu cônico representa a lápide do ego.









Em alguns, minutos chegam os dervixes para o começo da cerimônia, que é dividida em sete partes, cada uma com um significado. São aproximadamente 45 minutos de total concentração: o movimento típico dos pés, os giros, as saudações, a música envolvente. Naquele momento, é só o rodopio dos dervixes e a música inebriante pela improvisação do “Taksim” executado pela flauta “ney” (flauta de bambu). O som do instrumento “ney” expressa a nostalgia que sentia Mevlâna pelas terras de origem, onde cresciam os bambus.















Há muito mais por trás do rodopio, pois a história dos dervixes rodopiantes começa lá no século XIII, em Konya, com o teólogo Mevlana, cujos seguidores fundaram a ordem dos Mevlevi, ou dervixes rodopiantes.






Rodopiar para entrar em transe. 


É mais ou menos essa a ideia dos turcos que são chamados de “dervixes rodopiantes", religiosos na Turquia que rodam e rodam em torno do próprio corpo num ritual com música e vestimentas próprias e que acreditam que assim podem atingir o nirvana.










O islamismo tem um braço místico chamado Sufismo. Sufistas são pessoas que buscam encontrar o “divino” em rituais de meditação com orações, dança e música, para tentar uma comunhão direta e em êxtase com Alá (que é o Deus dos islâmicos). 









Uma das vertentes do Sufismo é a Mevlevi,  que é bem conhecida pois seus integrantes são os dervixes rodopiantes, que rodopiam para entrar em transe, usando "saias" longas e coloridas e uma espécie de turbante na cabeça.


A “dança” dos dervixes rodopiantes (em inglês, whirling dervixes) é chamada de Sema, que é a busca por Deus e pela verdade, do amor e união com Deus.














Os desenhos de Evgeni Koroliov deixam o observador estupefato com seu realismo.

















As imagens gráficas criadas por Evgeni Koroliov têm uma presença física impressionante e ao mesmo tempo possuem uma translucidez quase metafísica que se  incorpora em desenhos de filigrana. 



















EVGENI KOROLIOV, ARTE INSPIRADA POR FILMES E MÚSICA












Evgeny Korolev  nasceu em Pinsk, Belarus. Ele atualmente vive em Minsk e trabalha como artista, ilustrador e designer gráfico. Eugene estudou desenho acadêmico e pintura na VSU, em 2009 recebeu o grau de bacharel em Belas Artes e um ano depois fez um curso de mestrado em História da Arte. 



















Evgeny Korolev  nasceu em Pinsk, Belarus























Ao ver os retratos de Evgeni Koroliov, o observador fica, em primeiro lugar, estupefato com o realismo do desenho e, em segundo lugar, perplexo com sua habilidade natural para fazer a movimentação do lápis e criar sua visão de mundo e ao mesmo tempo retratar os seres como se eles tivessem uma vida real, um fôlego. 




























Você olha para eles, com medo de virar e inadvertidamente perder algum movimento de pestanas ou gesto de mãos, pois a impressão que se tem é que, a qualquer instante, eles poderão respirar, mover ou sair de um estado sonolento. 



























Inspirado por filmes clássicos, o próprio artista, por vezes, parece  desempenhar o papel de um diretor que dirige seus personagens em uma cena cinematográfica - porque eles são tão convincentes, tão reais que parecem estar prontos para vir à vida e atuar na cena imaginada.















































"Meus desenhos são emoções congeladas que eu simplesmente amo desenhar. Quero fazer uma grande galeria de obras como esta. A música é minha melhor inspiração. Acho que cada um dos meus desenhos pode ser associado a um determinado álbum ou música. Por exemplo, Ivo é o título da primeira música de "Treasure" de Cocteau Twins. Eu sempre escutava esse álbum quando estava fazendo estes retratos em meu trabalho. Agora eu estou escutoando muita música clássica de diferentes épocas, espero que isso me inspire em algumas experiências novas."



Evgeni Koroliov












































Os desenhos de Evgeni Koroliov deixam o observador estupefato com seu realismo. 























































































































































































































LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...