sábado, 9 de julho de 2011

Deslindes




Meu estado de espírito é corpóreo:
por apolo puro apelo
apura pele puro tato 
de/puro toque apuro

Sensorial sensível ser
jeito de corpo todo tato
fátuo fato: olfato
Exato totem tabu  

Haja carne para tanto ser!

Meu estado de espírito
é a flor da pele:
o mais são primaveras
e deslindes do ardor.



Torres Matrice

09/07/2011

Um comentário:

Ana Angélica Bruni disse...

Quanta perfeição em um ser. inexplicável cada movimento, cada respiração.Tanta perfeição talvez a imperfeição esteja interna, longe dos olhos, assim não será julgada por muitos que une o belo a perfeição. O poema envolve linhas de raciocínio pra mim, ser belo, ser o que julgam perfeito talvez não é o melhor, mas o interno só o tempo revela enquanto o exterior fica amostra, oh perfeição do homem , ser que esconde dentro de si a real imagem de si. Torres eu amei este poema, bjssssssssssss

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...